30 abril 2016

Vinícola brasileira será a primeira da América Latina a ser movida a energia solar


Poliana Corrêa | Web Rádio Água

Até o mês de maio, a Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito – RS, terá em funcionamento um parque solar com 600 painéis fotovoltaicos que servirão para suprir 100% da demanda energética do empreendimento, tornando-se a primeira vinícola da América Latina a ser movida a energia solar. 


Vista da Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito – RS
Vista da Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito – RS

O investimento de R$ 1,3 milhão tem previsão de retorno em oito anos. Além de economia de energia elétrica, o sistema registra a redução na emissão de CO2 e devolverá à rede de energia a produção excedente.

De acordo com Valter José Pötter, diretor e proprietário da vinícola, a produção solar não foi a primeira escolha durante a concepção do projeto, porém se tornou a mais viável economicamente.

“Antes de construir, eu fiz um convênio com o Centro Eólico da PUC para pesquisar o vento aqui no local, foi desenvolvida durante um ano e meio uma pesquisa, com a conclusão de vento médio. Em resumo, precisaria de um grande investimento em geradores eólicos que demorariam entre 15 e 20 anos para se pagar. Na sequência, partimos para o projeto de energia solar, instalei um modo piloto de 18 placas solares para pesquisa e testes durante dois anos e meio”

Ainda de acordo com o produtor, a expectativa é gerar uma economia de 200 mil reais anualmente em gastos com energia elétrica, além de gerar diversos benefícios socioambientais.

“Em primeiro lugar a questão ambiental é a mais importante, sem dúvida alguma. É um ganho-a-ganho: a empresa ganha, a sociedade ganha, pelo fato de não estarmos usando energia que não é renovável; o governo e as estatais também ganham pois estamos ajudando a produção energética do País sem a necessidade de investimentos por parte do governo federal. Eu não tenho dúvida que o primeiro passo para qualquer investimento é experimentar. Eu não me animaria a fazer nada de uma forma rápida, não instalaria 600 painéis porque acho, ou os dados indicam, ou por teorias, ou vendedores que vai suprir, não, nós testamos por dois anos e meio um piloto de 18 painéis e isso nos dá uma firmeza muito grande, uma solidez na hora de investir com convicção que vai dar certo o projeto e ele é viável”.

Esta não é a primeira ação de sustentabilidade da vinícola que conta ainda com captação de água da chuva, que é utilizada para Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio e irrigação dos jardins. Outra parte segue para estação de tratamento, construída dentro dos padrões da Organização Mundial da Saúde, produzindo 500 litros de água potável por hora, que é utilizada para no complexo industrial e enoturístico. Já nos vinhedos existe um projeto-piloto com uma técnica sustentável e ecológica no controle de doenças fúngicas, com a utilização de micro-organismos que combatem naturalmente os fungos sem o uso de químicos.



27 abril 2016

Pescador chinês fica em choque depois de ver animal misterioso na água

Os pescadores chineses pegaram um animal estranho nas águas de Zhoushan, no leste da China.


Sputnik

Tinha muita confusão sobre o animal. Alguns disseram que poderia ser um golfinho, outros – um esturjão, informou a agência The People's Daily Online. 


Estranho animal pescado na China

Os pescadores estavam navegando perto de Zhoushan, no leste da China, quando notaram o animal.

Mais tarde apareceram fotos na imprensa chinesa mostrando a misteriosa criatura, que parece ter a parte da cabeça como um jacaré e pele cinza como um golfinho. Ele tinha também dois apêndices estranhos perto da boca.


Os pescadores disseram que nunca tinham visto tal animal nas águas.


A revista chinesa Naturalist disse que o animal parece uma baleia bicuda. Este tipo de baleia vive nas águas profundas e geralmente é difícil de ver. O animal pode mergulhar na profundidade até 500 metros para achar alimento.

O doutor Stephen D. Simpson, professor de Biologia Marinha da Universidade de Mudanças Globais de Exeter (Global Change University of Exeter, em inglês), disse à agência MailOnline: "O animal parece ser uma baleia bicuda macho, da espécie mesoplodon densirostris".

“Os dois crescimentos na parte frontal são realmente dentes virados para cima, que são usados para atrair as fêmeas”.

O animal misterioso atraiu muita atenção do público no site 163.com, ganhando mais de 69 mil comentários.

Um usuário perguntou: "Eu gostaria de saber o que aconteceu com o peixe. Será que ele foi comido ou foi lançado no mar?".