Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Pela primeira vez, pato-mergulhão nasce em cativeiro em SP

Ave está em extinção, e pesquisadores usaram chocadeira artificial.Estimativa é de que só existam 250 aves no mundo, todas no Brasil
Jornal Nacional

No interior de São Paulo, o trabalho de um grupo de cientistas na preservação de uma espécie ameaçada alcançou um resultado importante.


O nascimento de quatro filhotes de pato-mergulhão em cativeiro é algo inédito no mundo. Os bichos nasceram numa chocadeira artificial.

“Nosso objetivo principal é reproduzir pensando na conservação do pato, voltar com esse animal para a natureza”, explica Alexandre Resende, veterinário do ICMBio.

A estimativa é de que só existam 250 aves desse tipo, todas no Brasil. Os bichos estão distribuídos na Chapada dos Veadeiros, em Goiás; Jalapão, no Tocantins; na cidade mineira de Patrocínio; e na Serra da Canastra, uma região de cenários tão raros quanto o pato.

Onde tem pato-mergulhão tem natureza preservada. A ave é uma pescadora por excelência. Mas precisa de água limpa e corrente para se alimentar. E isso é que nã…

Últimas postagens

A volta dos lobos à Alemanha

Dois grandes incêndios continuam castigando a região central de Portugal

Milhões de ovos contaminados saíram de criadouros de quatro países europeus

O que não se aprendeu com a tragédia no Rio Doce

Moradores de Rio das Ostras participaram de evento no Parque dos Pássaros

Guarda Ambiental de Rio das Ostras resgata papagaio preso em corrente em árvore no Extensão do Bosque

Em dois anos, cerrado perdeu o equivalente a três vezes a área do DF

Lixo retirado de mangues do Recife este ano chega a 137 toneladas

Espuma branca chama a atenção de moradores em rio de Itapetininga

Como o bife do seu prato explica o desmatamento na Amazônia