31 agosto 2013

Fukushima: Nível de radiação registrado como extremamente alto

Voz da Rússia

O nível de radiação extremamente alto foi registrado em, pelo menos, quatro áreas próximas aos tanques de água na usina nuclear japonesa Fukushima 1, informou a empresa operadora da central nuclear Tepco.

No momento, os peritos estão verificando se há vazamentos nos tanques.

Em março do corrente ano, mais de 360 mil toneladas de água com diferentes graus de substâncias radioativas se acumularam nos porões, no sistema de drenagem e nos reservatórios especiais da usina.


30 agosto 2013

Descobertas duas novas espécies de peixe elétrico na Amazônia

Animais ocorrem sob vegetação aquática de rios como o Solimões.
Os dois peixes são 'eletricamente fracos' e não representam riscos.


Do G1, em São Paulo

Cientistas brasileiros e americanos descobriram duas novas espécies de peixes elétricos na região central da Amazônia. A descrição de ambas foi publicada na quarta-feira (28) pela publicação científica "Zookeys".

Os animais, do gênero Brachyhypopomus, ocorrem em geral sob a vegetação flutuante nas águas da porção central da bacia Amazônica, principalmente ao longo das margens do rio Solimões e de afluentes, diz a pesquisa. Eles foram batizados com os nomes científicos de Brachyhypopomus walteri e Brachyhypopomus bennetti, diz o estudo.

Os peixes são classificados como "eletricamente fracos" e não representam riscos em comparação com um "parente", o chamado peixe poraquê (Electrophorus electricus), que chega a ter três metros de comprimento e realiza fortes descargas elétricas para defender-se ou capturar presas, aponta a pesquisa.

Os animais recém-descobertos possivelmente utilizam descargas elétricas como forma de ajudar em sua movimentação noturna e na comunicação com outros espécimes, sugere o estudo.

Hábitos noturnos

 
Animais parecidos com as novas espécies em geral têm hábitos noturnos.

O Brachyhypopomus walteri possui corpo semi-translúcido e com coloração amarela em vida, além de ter dentes pequenos no pré-maxilar (característica compartilhada com o outro peixe recém-descoberto).

Já o Brachyhypopomus bennetti possui o órgão elétrico mais visível na lateral, em uma área semitransparente ocupando até 17% da altura do corpo, afirma a pesquisa. Ele também têm como característica a coloração amarela, às vezes em tom mais escuro que a outra espécie.

Os cientistas responsáveis pela descoberta são Jansen Zuanon, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); Cristina Cox, do departamento de biologia da Universidade de Massachusetts; e John Sullivan, do Museu de Vertebrados da Universidade de Cornell - as duas últimas nos EUA.

"As maiores diferenças entre as duas espécies, que são muito parecidas, têm a ver com os órgãos elétricos e as descargas criadas por eles", afirmou John Sullivan para o "Zookeys".

"Se não fosse por essas características, pensaríamos que se trata de uma só espécie. O Brachyhypopomus bennetti possui um órgão elétrico achatado, que produz uma descarga elétrica monofásica; já o peixe da outra espécie tem um órgão elétrico longo e fino, mais comum de ser visto, e produz um pulso elétrico bifásico", disse Sullivan para a publicação.

Os cientistas também criaram um subgênero para as espécies, o Odontohypopomus. De acordo com a pesquisa, o subgênero caracteriza-se pela dentição pequena no pré-maxilar, além de outras características.


Peixes-elétricos da espécie 'Brachyhypopomus walteri' (Foto: Divulgação/Inpa/'Zookeys')Peixes-elétricos da espécie 'Brachyhypopomus walteri' (Foto: Divulgação/Inpa/'Zookeys')
-->

26 agosto 2013

Fogo na Califórnia continua descontrolado

Quase 3000 bombeiros lutam contra as chamas, sem sucesso. Mais de 54 mil hectares foram consumidos e São Francisco pode ficar sem água e eletricidade.

Mafalda Ganhão | Expresso


Continua sem dar tréguas o incêndio que, desde o dia 17, lavra no histórico Parque Nacional de Yosemite, no estado norte-americano da Califórnia, e que já consumiu mais de 54 mil hectares - o equivalente a mais de 54 mil campos de futebol.

Com o fogo a escassos seis quilómetros do depósito de Hetch Hetchy, que fornece 85% da água consumida em São Francisco, e com duas das três centrais hidroelétricas da região encerradas, em causa está agora o abastecimento regular de água e energia elétrica à cidade com 800 mil habitantes, admitem as autoridades.

O combate às chamas envolve quase três mil bombeiros, apoiados por helicópteros e camiões-cisterna, mas a tarefa está a tornar-se cada vez mais perigosa. Além dos maus acessos e do tempo demasiado seco, o rápido movimento do fogo está a produzir fortes alterações climáticas e a criar "nuvens de fogo" que podem mudar a direção do vento, encurralando os operacionais no terreno.

Quatro casas e 12 edifícios ficaram destruídos, estando ameaçadas perto de 5500 residências.

O governador da Califórnia, Jerry Brown, já declarou estado de emergência para São Francisco, tendo as autoridades ordenado a evacuação de Tuolumne City, cidade vizinha também sob estado de emergência, e encerrado ao trânsito a maior autoestrada da região.

O incêndio, cuja origem permanece por apurar, começou no Parque Nacional de Stanislaus, adjacente ao Parque Nacional de Yosemite. Os dois parques são a principal atração turística natural do estado da Califórnia.


-->

Incêndios florestais em Portugal devem dar trégua a partir de quarta-feira

RFI

Os incêndios florestais, com chamas que chegam a mais de 30 metros de altura, continuam devastando áreas das regiões centro e norte de Portugal, apesar da mobilização de 900 bombeiros, de acordo com a Proteção Civil. Essa onda de incêndios deve experimentar uma trégua a partir de quarta-feira, quando os serviços de meteorologia preveem queda nas temperaturas.


O governo português prolongou o empréstimo de dois aviões de combate ao fogo franceses por mais alguns dias. Três bombeiros, incluindo uma mulher, já morreram no combate às chamas.

Nesta segunda-feira, o maior foco de incêndio estava localizado em Feitalinho, perto de Oliveira de Frades, no distrito de Viseu (centro), onde o fogo começou há 48 horas. Cerca de 400 bombeiros, apoiados por uma centena de veículos e um helicóptero bombardeiro de água e dois Canadair franceses, atuam na região para controlar as chamas.

Em São Pedro de Veiga, no distrito de Vila Real (norte), cerca de 200 bombeiros também continuam a combater um incêndio que estava se movendo em duas frentes no final da manhã.

O fogo também atinge algumas áreas fronteiriças com a Espanha. Ontem, os bombeiros espanhóis conseguiram acabar com o fogo que destruiu cerca de dois mil hectares em Ourense, na região da Galícia, noroeste da Espanha.



-->

Incêndio em parque ameaça reservatório de água de São Francisco

RFI

O enorme incêndio que atinge o parque natural de Yosemite, na Califórnia, se aproxima perigosamente do reservatório de água que abastece a região de São Francisco. As chamas estão a poucos quilômetros do reservatório de Hetch Hetchy, que fornece água a 2,6 milhões de moradores da baía de São Francisco.

Hoje, a Comissão de Serviços Públicos de São Francisco informou que por enquanto não houve interrupção no fornecimento e a água disponibilizada para a população conserva o padrão de qualidade. O órgão também informou dispor de um grande volume de água em estoque, caso o fornecimento desse reservatório tenha de ser interrompido.

Por outro lado, as autoridades locais tiveram de fechar duas das três usinas hidrelétricas localizadas na região em razão do avanço do fogo.

Em uma semana, o fogo atingiu 50 mil hectares e a geografia montanhosa dificulta o trabalho das equipes. Na sexta-feira, o governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou estado de emergência na região.

Cerca de 2.800 bombeiros tentam combater o incêndio no Yosemite Park com a ajuda de helicópteros e aviões Canadair. O fogo começou a se propagar no dia 17 de agosto por uma razão ainda desconhecida no Stanislau National Florest, no condado de Tuolumne, a oeste do parque de Yosemite, uma das atrações turísticas mais visitadas dos Estados Unidos.