06 março 2017

Prefeitura remove 60 famílias após barragem recém-inaugurada vazar

Reservatório faz parte do projeto de transposição do Rio São Francisco.'Não foi identificado nenhum risco estrutural', afirma Integração Nacional.


Do G1 Caruaru


Sessenta famílias que vivem nas proximidades de onde ocorreu o vazamento do reservatório Barreiro serão removidas das casas onde moram. A informação foi divulgada na tarde desta sexta-feira (3) pela Prefeitura de Sertânia, no Sertão de Pernambuco. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, o vazamento ocorreu entre as estações de bombeamento 5 e 6 do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Resultado de imagem para ocorreu o vazamento do reservatório Barreiro
Vazamento no reservatório Barreiro, em Sertânia, Pernambuco

Ao G1, a assessoria de imprensa da prefeitura informou que a obra foi inaugurada há uma semana, na sexta-feira (24), mas o prazo inicial da entrega deste trecho eram em 2012. "Agora, vamos dar assistência às famílias que estão sendo removidas", afirmou a prefeitura por meio da assessoria. Não há uma estimativa de quantas pessoas foram afetadas.

A gestão municipal ainda destacou que a barragem tinha o risco de romper, mas "agora está controlado". O reservatório está localizado há 12 quilômetros do centro de Sertânia.

"Um ginásio, uma escola municipal, um salão paroquial e o canteiro de obras do Projeto São Francisco, todos na comunidade Rio da Barra, estão disponíveis para abrigar temporariamente as famílias. Além do alojamento, estão sendo providenciados kits de ajuda emergencial contendo colchonetes, material de higiene e mantimentos, dentre outros itens. Todas as famílias estão recebendo apoio por parte da empresa responsável pela obra do Projeto naquele trecho", destacou o Ministério da Integração Nacional.

O vazamento

Foi registrado na manhã desta sexta-feira (3) um vazamento na barragem Barreiro. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, "técnicos das empresas responsáveis pelas obras do Projeto São Francisco na região estão em campo tomando todas as medidas necessárias para fazer a contenção da água. Até o momento não foi identificado nenhum risco estrutural ao reservatório".

As comunidades do entorno estão sendo alertadas sobre medidas de segurança por técnicos da área Ambiental e de Fiscalização do Projeto São Francisco, conforme destacou a Integração Nacional.

O Ministério da Integração ainda reforça a moradores de áreas rurais na região de abrangência o pedido para estarem alertas e, caso seja constatada a dispersão da água, procurarem abrigo em locais mais elevados.


Postar um comentário