29 dezembro 2016

Seca ameaça os belos cenários das lagoas de Jericoacoara, no Ceará

Lagoa do Paraíso, Lagoa Azul e outras da região estão secando.Movimentação em barracas e pousadas caiu, segundo estabelecimentos.


Do G1 CE

A falta de chuvas causa estragos em Jijoca de Jericoacoara, litoral oeste do Ceará, um dos locais mais visitados por turistas no Brasil. A Lagoa do Paraíso, Lagoa Azul e outras estão secando.

Resultado de imagem para lagoa azul jericoacoara seca
Lagoa do Paraíso, Lagoa Azul, e outras lagoas da região estão secando. (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

Quem visita o local se surpreende com os efeitos da estiagem. “Fiquei chocada ao saber que essa lagoa (Lagoa Azul) era para estar aqui perto de mim, onde nós estamos. Uma coisa que é belíssima, porém, fica aos poucos entristecedora”, afirma a turista do Paraná, Walderez Carvalho Abraão.

O visitante argentino tirou algumas fotos, mas, segundo ele, as imagens não serão tão boas quanto as que viu na internet. “Infelizmente a foto que eu tirei vai ficar bem diferente do que eu vi na internet”, lamentou.

A situação das lagoas compromete a economia do local. Segundo o comerciante, Nilton César Gomes, se não chover e as lagoas secarem, o jeito será buscar outras atrações para os turistas. “No caso, se secar total não tem outra atração senão as dunas”, afirmou.

Muitos restaurantes que ficam perto da Lagoa Azul estão fechando as portas. O gerente Tony Gleisson teve de cortar a metade do quadro de funcionários. Mesmo com seca e crise financeira, a pousada espera superar as dificuldades. “Esperamos muito que chova. Mesmo com a crise e com a lagoa seca esperamos retomar a economia temporada boa”, disse.

Quadra chuvosa favorável

A meteorologista Meire Sakamoto, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), diz que as chuvas que ocorreram nos últimos dias em todo o Ceará podem significar condições favoráveis para uma boa quadra chuvosa para região.

“As condições que a gente vem observando nos últimos dias é que esse sistema chamado de "Cavalo de Altos Níveis" permaneça pelos próximos dias. Então existem condições favoráveis para que sejam observadas precipitações naquela região. Não sei o suficiente para recuperar a lagoa, as lagoas que estão com os níveis muito baixos. Mas existem sim condições favoráveis”, disse a meteorologista.

Destino nº 1 da América do Sul

A cidade de Jijoca de Jericoacoara foi eleita no início do mês de dezembro deste ano, pelo TripAdvisor, site de planejamento e reservas de viagens, a vencedora da América do Sul do prêmio Travelers’ Choice Destinos em Alta, e garantiu a 3ª posição entre os melhores do mundo. O prêmio global ficou para San José del Cabo, no México.

O prêmio reconheceu 43 destinos ao redor do mundo selecionados por um algoritmo que calculou o aumento de interesse em reservas, além da alta em avaliações positivas para acomodações, restaurantes e atrações ano a ano no TripAdvisor. Esta é a quinta edição do prêmio, que também nomeou os Destinos em alta para Europa, Ásia e Estados Unidos.

Além de Jijoca de Jericoacoara, Bonito (MS) e Arraial do Cabo (RJ) e Cabo Frio (RJ) aparecem entre os 10 destinos mais procurados na América do Sul. Pela ordem, os vencedores foram: Jijoca de Jericoacoara (1º), Bonito (2º), Arequipa, no Peru (3º), San Pedro de Atacama, no Chile (4º), Puerto Natales, no Chile (5º), Puerto Varas, no Chile (6º), Paracas, no Peru (7º), Santa Marta, na Colômbia (8º), Arraial do Cabo (9º) e Cabo Frio (10º)

Seca extrema 

No mês de outubro, o Ceará estava com 73,26% em estado de seca extrema ou excepcional, segundo o Monitor de Secas do Nordeste. O dado alarmante é que os reservatórios do estado acumulam em dezembro apenas 6,90% da capacidade total. Após cinco anos de seca, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) diz que a perspectiva para os próximos meses é preocupante.

Segundo o meteorologista da Funceme, Raul Fritz, devido às poucas chuvas, esse quadro de seca extrema ou excepcional pode piorar. "Já que as chuvas são sempre muito poucas, a tendência é de um agravamento ainda maior deste quadro até que as primeiras chuvas cheguem", explica.

A Funceme reforça também que a comparação do cenário entre setembro do ano passado com o mesmo mês deste ano mostra que a seca se alastra gradativamente e de forma preocupante.

Já na comparação do panorama entre agosto e setembro deste ano, a situação parece ainda mais complicada. Em agosto, o Ceará era tomado principalmente pela seca 'extrema'. Apenas um mês depois, o mapa mostra que a região Centro-Sul do estado foi tomada quase praticamente pela seca excepcional, e o quadro começa a se agravar no litoral.


Postar um comentário