10 fevereiro 2015

Prefeito de Nova Friburgo justifica corte de árvores centenárias

Localizada no centro de Nova Friburgo, a Praça Getúlio Vargas é um dos principais cartões postais da cidade


Correio do Brasil com ARN - do Rio de Janeiro

A Prefeitura Municipal de Nova Friburgo, Região Serrana do Rio, instalou placas na Praça Getúlio Vargas com informações sobre os motivos que a levaram a realizar o corte e poda dos centenários eucaliptos e de outros tipos de árvores plantados pelo paisagista Auguste Marie Glaziou.




Atendendo a uma preocupação constante da maioria dos freqüentadores da praça, que desde 2012 manifestam apreensão com a segurança, o prefeito da cidade, Rogério Cabral, decidiu realizar o corte e poda em consonância com laudo do Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural (IPHAN) e da Universidade Estácio e Sá.

Localizada no centro de Nova Friburgo, a Praça Getúlio Vargas é um dos principais cartões postais da cidade, cujo projeto original é do paisagista e botânico francês Auguste Marie Glaziou. Desde a sua criação, entretanto, a Praça Getúlio Vargas não recebe tanta atenção quanto a que a atual administração está oferecendo.além de estar projetando revitaliza-la de maneira mais completa, fazendo com que recupere suas características históricas .

E essas ações estão sendo aceleradas devido aos vários transtornos que acontecem e que já aconteceram devido à queda de galhos e de árvores inteiras. Somente para recordar, em 2012 foram registrados diversos quedas de grandes árvores e galhos, que chegaram a ferir pessoas e destruir parte da estrutura da praça, conforme se verifica nas fotos, retiradas do blog Acervo Digital.

– Já falei, repito e gostaria que todos entendessem: cortar e podar essas árvores e esses eucaliptos é uma questão de segurança das pessoas que frequentam a praça. Cada árvore que é podada, cada eucalipto que é cortado me corta também o coração, mas há o risco, sim, de uma delas cair em cima de alguém, de uma carro, Há o risco também de derrubar a rede aérea e deixar a cidade sem energia – disse o prefeito.

Infelizmente, o corte dos eucaliptos centenários da Praça Getúlio Vargas está gerando vários protestos. Manifestantes afirmam que o corte raso das árvores é uma ação “assassina” e que destrói a história do município. Mas, segundo a prefeitura, os laudos indicaram dano nas árvores e o corte é por segurança. A medida foi anunciada no início deste mês, após o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) afirmar que a manutenção do espaço é de responsabilidade do executivo.


Postar um comentário