15 outubro 2014

Incêndio em Petrópolis se aproxima de casas e assusta moradores

Eles enfrentaram dificuldades para passar em estrada na volta para casa.
Equipes dos bombeiros trabalharam em 18 ocorrências nesta terça-feira.


Andreia Constâncio
Do G1 Região Serrana

O Corpo de Bombeiros de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, continua com trabalho intenso no combate a focos de incêndio no município. Segundo o coronel Roberto Robadey, somente nesta terça-feira (14) equipes trabalharam em 18 ocorrências, restando trabalho em apenas três por volta das 21h. Os distritos de Petrópolis, segundo os bombeiros, são os mais afetados pelos incêndios florestais que já duram sete dias.

Fogo próximo a casas em Secretário no final da tarde desta terça-feira (Foto: Adriana Marcheori)Fogo próximo a casas em Secretário no final da tarde desta terça (Foto: Adriana Marcheori/Arquivo pessoal)

A umidade e a queda de temperatura foram apontadas pelo comandante como um ponto favorável ao trabalho dos militares que tentam conter a grande quantidade de focos de incêndio que aparecem, mas a situação ainda permanece crítica em algumas regiões do município e o trabalho das equipes vai continuar na madrugada.

No início da noite desta terça-feira, moradores de Secretário relataram ao G1 que o fogo começava a chegar bem próximo de casas no centro da localidade. Moradores tiveram dificuldade para passar na rua do posto de saúde e também para chegar em algumas residências.

"Tive que parar o carro e esperar um pouco o fogo baixar para poder passar" , disse a moradora Adriana Marcheori, que tentou chegar em casa por volta das 18h40.

Segundo o coronel Roberto Robadey, a partir das 19h começou a substituição de equipes que trabalharam durante todo o dia em várias localidades de Petrópolis. Novas equipes estão sendo enviadas para a região de Secretário e Itaipava, onde os focos voltaram a aparecer .

" Estivemos hoje trabalhando em várias áreas de Secretário e Itaipava. Eu mesmo sobrevoei a região mas, por causa da forte fumaça e neblina, não conseguimos detectar mais focos. Quando a noite cai aumentam os chamados, justamente porque os moradores conseguem ver os focos. Atendemos o chamado do Renato, do Sitio do Alemão, e também da Dona Déia, do Condóminio Capim Roxo. Nestes locais de Secretário o fogo já foi extinto. Novas equipes estão voltando à localidade agora à noite para verificar os novos chamados. Vou entrar em contato agora com a internauta Adriana Marcheori, que pediu ajuda à reportagem, para saber onde realmente está este novo foco", informou o comandante.

Combate a incêndios foi intenso em Itaipava por toda manhã

Na manhã desta terça-feira, os trabalhos se concentraram na Estrada Philúvio Cerqueira, que liga Itaipava a Teresópolis, e na localidade do Mangalarga, no 3º distrito, onde o fogo estava próximo às casas. Dois helicópteros lançaram, em média, 30 mil litros de água sobre as chamas. Dez equipes atuaram em pontos diferentes do município.

Três equipes trabalharam durante toda a madrugada nas localidades do Calembe, na estrada Itaipava-Teresópolis e no Vale das Videiras. “Priorizamos os pontos onde o fogo estava perto de residências. Agora a situação está sob controle e não há risco para os moradores”, afirmou Robadey. Ao todo, 220 homens atuam na cidade, sendo 140 bombeiros, 35 brigadistas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso) e 35 guarda-parques da Reserva Biológica de Araras (RBA).


Postar um comentário