Chuvas provocam desabamento de casas em Maceió, dizem bombeiros

Ocorrências foram registradas no Dique Estrada e Jacintinho.
Equipes do Corpo de Bombeiros avaliam situação das áreas.


Do G1 AL

As chuvas fortes que caem desde a madrugada desta sexta-feira (2) provocaram desabamento de uma casa e de um barraco em Maceió. Os casos foram registrados no bairro do Jacintinho e no Conjunto Dique Estrada, na Favela Sururu de Capote. Ninguém ficou ferido. Segundo o Corpo de Bombeiros, na Sururu de Capote, a moradora do barraco que desabou ficou impedida de sair até a chegada do socorro. Ela foi resgatada sem ferimentos.

Equipes da Defesa Civil Municipal estão fazendo vistorias em áreas de riscos e atendendo a ocorrências. A recomendação do órgão é que as pessoas só saiam de casa se for realmente necessário.

Alagamentos

As chuvas causaram alagamentos em vários bairros da capital. Segundo a Defesa Civil, foram registradas ocorrências no Farol, Bebedouro, Trapiche, Levada, Pajuçara e Poço.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também informou que devido à forte chuva, trechos da BR-101 foram interditados na manhã de hoje, quando barreiras desabaram na pista. O órgão orienta que os motoristas evitem a rodovia.

Dicas de segurança

O Corpo de Bombeiros emitiu uma nota à imprensa sobre os cuidados que se deve ter em dias de chuva e alagamentos. "Em casa, se possível, ponha a salvo seus bens, mas lembre-se que algumas inundações se apresentam repentinamente. Nesses casos, o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro".

Ao primeiro sinal de chuva forte, deixe móveis e eletrodomésticos fora do alcance da água. Desligue equipamentos elétricos e eletrônicos, feche o registro do gás e da água; » Acompanhe o noticiário local pelo rádio e fique atento às mensagens de esclarecimento ou alarmes. E o mais importante: mantenha a calma para que possa tomar as providências necessárias. O pânico só piora a sua situação e de quem está a sua volta.

Os bombeiros orientam evitar ao máximo estar em áreas alagadas. "Terrenos acidentados, buracos e bueiros abertos, assim como fiação elétrica exposta podem causar acidentes graves. Ao encontrar-se em ruas alagadas, procure se proteger o máximo possível para evitar o contato com a água. Use calçados ou improvise, com sacos plásticos, proteção para as pernas. Evite cruzar pontes onde o nível do rio subiu; Não se abrigue embaixo de árvores e se mantenha distante de postes; Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos".

Para os motoristas que precisam sair de casa, o Corpo de Bombeiros também orienta como proceder enquanto estiver no trânsito. "Aos primeiros sinais de alagamento procure áreas elevadas para estacionar e aguarde o nível da água baixar. Ande devagar, aumente a distância do veículo da frente e não feche os cruzamentos. Sintonize seu rádio no noticiário local e procure informações sobre as áreas alagadas. Evite-as. Poças podem esconder crateras. Se for inevitável, ao atravessá-las, mantenha aceleração contínua em primeira. Em hipótese alguma a água pode entrar pelo cano de descarga", orientam.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas