Rio Madeira ultrapassa 19,40 m, cota prevista para abril pela Defesa Civil

Nível do rio aumentou 31 centímetros em uma semana.
Neste sábado (22) nível registrado pela ANA foi de 19,46 metros.


Ivanete Damasceno
Do G1 RO

O Rio Madeira atingiu neste sábado (22) a cota de 19,46 metros, segundo a aferição da Agência Nacional de Águas (ANA). A Defesa Civil Estadual estimava, há uma semana, que o rio alcançaria a media de 19,40 metros somente no dia 2 de abril. Na ocasião, o Madeira tinha o nível em 19,15 metros. Em sete dias, houve um aumento de 31 centímetros. Já são mais de 2,5 mil famílias desabrigadas pela enchente em Rondônia.

O nível do Rio Madeira já bateu o recorde histórico de 17,52 metros - de 17 anos atrás – e, apesar de a Defesa Civil afirmar que havia uma tendência de estabilização, o nível continua subindo. O órgão não sabe dizer quando ou se as famílias desabrigadas poderão retornar às suas casas. Oficialmente nenhuma morte relacionada à cheia foi confirmada.

Por causa desse aumento no nível das águas, os caminhões que precisam fazer a travessia de Rondônia até o Acre serão transportados, num trecho de 20 quilômetros, por balsa. A BR-364, única via de acesso ao estado vizinho, tem mais de 1,40 metro de água sobre a pista, fazendo com que motoristas fiquem ilhados esperando por socorro.

Em Porto Velho, 23 ruas já foram interditadas pela Secretaria Municipal de Trânsito (Sentram). Muitas vias tiveram o sentido alterado. Entre elas, a Avenida Campos Sales que recebia grande fluxo de motoristas que saíam da Zona Sul em direção à região central da capital.

Na quinta-feira (20), o Ministério da Previdência Social autorizou o INSS a adiantar o pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aos atingidos pela cheia histórica do Rio Madeira, em Porto Velho. O município decretou estado de calamidade pública no dia 27 de fevereiro, sendo reconhecido pelo governo federal na segunda-feira (17).

Postar um comentário

Postagens mais visitadas