Tempestade "Pax" deixa 20 mortos nos EUA antes de seguir rumo ao noroeste

Mais de 8.000 voos e viagens pela ferrovia Amtrak foram cancelados


Voz da Rússia | EFE

A tempestade invernal "Pax", que agora segue em direção ao noroeste dos Estados Unidos, deixou em sua passagem pelo Sul e pelo Leste do país pelo menos 20 mortos, a maioria em acidentes de trânsito relacionados com o temporal, e colapsou o tráfego aéreo com o cancelamento de mais de 6.500 voos.

Os cancelamentos de voos de hoje se somam aos mais de 8 mil registrados desde que a frente fria entrou no país na segunda-feira passada, assim como aos mais de 2 mil atrasos que se contabilizaram nas últimas 24 horas.

Além disso, os serviços de ferrovia Amtrak se viram obrigados a cancelar algumas linhas com direção à Flórida e ao Golfo do México.

As acumulações de neve no leste foram notáveis, provocando o fechamento de todas as escolas e escritórios federais em Washington, uma cidade onde a neve chegou a alcançar uma altura de entre 25 e 30 centímetros.

Os serviços meteorológicos tinham advertido da intensidade da tempestade, principalmente na parte oriental dos Estados Unidos, mas intensificaram seu alerta já que esperam mais nevascas na última hora da quinta-feira e na madrugada da sexta-feira.

Segundo os prognósticos, também espera-se que as fortes rajadas de vento, que poderiam alcançar os 80 km/h, provoquem pequenas inundações no litoral de Delaware e Maine, também no leste, devido à fúria do mar.

As ruas e estradas na Carolina do Norte sofreram desde as últimas horas da tarde da quarta-feira enormes engarrafamentos, em grande medida provocados porque muitos motoristas decidiram abandonar seus veículos na calçada perante a impossibilidade de seguir seu caminho devido às placas de gelo e aos montes de neve.

Enquanto os colégios públicos da cidade de Nova York abriram hoje suas portas, os colégios católicos de Manhattan, Bronx e Staten Island fecharam, assim com os centros educativos da maioria dos distritos escolares dos condados vizinhos.

Filadélfia e Nova York, onde foi declarado o estado de emergência, acumulam entre 30 e 40 centímetros de neve, já que sofreram intensas nevascas durante o dia todo, uma situação que continuará durante a noite.

O Serviço Meteorológico Nacional explicou que, à medida que avance na sexta-feira, o ar que entre do Atlântico será mais cálido, motivo pelo qual as precipitações serão em forma de chuva desde a costa de Nova Inglaterra, misturadas com chuva e neve ou chuva gelada.

"As fortes chuvas e a neve se dirigirão para o noroeste da nação", detalhou.

Segundo o Canal Meteorológico, o lugar onde se registrou a máxima acumulação de neve foi Mountain Lake, no estado da Virgínia, onde alcançaram os 55 centímetros de altura.

Além disso, cerca de um milhão de lares de toda a geografia americana já sofreram cortes de eletricidade durante a passagem da tempestade.

Calcula-se que cerca de 100 milhões de cidadãos dos Estados Unidos estão sendo afetados pelo temporal, que desde a segunda-feira passada atravessa o país desde o extremo sul.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas