Lixo pode danificar sistema de controle de cheias da Baixada Fluminense

Presidente do Inea diz que a quantidade de lixo na região coloca em risco o funcionamento das bombas


Emanuel Alencar | Blog Verde

O acúmulo de lixo pode afetar o funcionamento do controle de cheias instalado no bairro Lote XV, entre os municípios de Belford Roxo e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A estação, orçada em R$ 5 milhões, tem a função de retirar o excesso de água da área alagável do pôlder do Outeiro, extravasando para o Rio Iguaçu, de modo a aumentar a velocidade de escoamento das águas em caso de chuvas intensas. Composta por cinco bombas importadas da Suécia, a estação tem capacidade para bombear 7.200 litros por segundo. Marilene Ramos, presidente do Inea, diz que é cada vez maior a quantidade de lixo na região, colocando em risco o funcionamento do equipamento.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas