21 agosto 2009

Julho foi mês mais quente para o oceano

DA ASSOCIATED PRESS

Julho de 2009 foi o mês mais quente para os oceanos desde que as medições começaram, há 130 anos. A temperatura média da água foi de 17C, segundo o Centro Nacional de Dados Climáticos dos EUA -0,6C acima da média do século 20. E em agosto ela pode subir ainda mais. O recorde anterior havia sido julho de 1998, o ano mais quente da história.

Dois fatores principais explicam a anomalia: o início de um El Niño no Pacífico e o aquecimento global, além de uma série de variações aleatórias.

A maior elevação de temperatura foi no Ártico, que ficou até 5,5C acima da média. Isso pode acelerar ainda mais o degelo na região. Nos trópicos, a água mais quente poderia também servir de combustível para furacões.

Temperaturas altas no mar são um sinal mais grave de mudança climática que as do ar, já que o oceano responde mais devagar ao efeito estufa.

Chile detecta e controla surto de gripe suína em perus

da BBC Brasil

O Serviço Agrícola e Pecuário do Chile (SAG, na sigla em espanhol) detectou a presença do vírus H1N1, da gripe suína, em perus de duas granjas da região de Valparaíso.

Segundo o governo chileno, a descoberta será comunicada à Organização Mundial de Saúde Animal.

Em uma nota publicada no site do governo na internet, as autoridades afirmam que foram adotadas as medidas de precaução destinadas a evitar a transmissão da doença e garantir a saúde da população.

De acordo com o governo, o SAG identificou o vírus depois que a empresa produtora de perus Sopraval comunicou ao órgão, no último dia 13, uma queda na produção de ovos em duas granjas da região central, perto de Santiago.

As autoridades investigaram o caso e determinaram a quarentena em todo o local, aumentaram a segurança dos funcionários e das instalações e fixaram controles de movimento das aves.

Na quarta-feira, no entanto, o governo descartou que as aves estariam contaminadas com o vírus H5N1, comum aos animais. Na quinta-feira, as autoridades identificaram que o vírus que teria infectado os perus seria o H1N1, da gripe suína.

Apesar disso, o SAG afirmou que as pessoas podem "consumir com absoluta confiança e tranquilidade" os produtos derivados da carne de peru.

"A aplicação dos protocolos e das medidas de prevenção e controle, de acordo com as recomendações das agências internacionais, permitem garantir que a carne de peru e os produtos derivados comercializados no mercado interno e internacional são totalmente aptos para consumo", diz a nota emitida pelo governo.

Na quarta-feira, Ministério da Saúde do Chile informou, em um relatório, que o número de mortes causadas pela gripe A (H1N1) subiu para 116 no país.

OMS diz que pior não passou e alerta para nova onda de gripe suína

da France Presse, em Pequim (China)

A diretora da OMS (Organização Mundial da Saúde), Margaret Chan, pediu nesta sexta-feira à comunidade internacional que se prepare para uma provável segunda onda da gripe suína, denominada oficialmente gripe A (H1N1). Chan destacou ainda que os governos devem se preparar para o fornecimento de vacinas.

"Não podemos dizer que o pior já passou ou está a ponto de passar", declarou Chan, em uma mensagem de vídeo gravada e exibida na abertura de um congresso em Pequim sobre a gripe na região Ásia Pacífico.

"Devemos nos preparar para qualquer surpresa que nos reserve este novo vírus caprichoso (...) uma mutação constante e imprevisível é o mecanismo de sobrevivência do mundo microbiano", completou.

"Também devemos nos preparar para uma segunda, e inclusive uma terceira, onda como aconteceu em pandemias anteriores".

A diretora da OMS afirmou que é preciso enfrentar sem rodeios o fornecimento de vacinas. Mais de 20 empresas farmacêuticas no mundo inteiro se preparam para produzir vacinas seguras e eficazes, mas muitos criticam o adiantamento dos testes para que a vacinação possa começar antes do inverno no hemisfério norte.

"Precisamos obter opiniões sobre grupos prioritários para uma proteção inicial", disse. "É uma das decisões mais difíceis que os governos terão que tomar, sobretudo porque o fornecimento será extremamente limitado durante vários meses".

O vírus A (H1N1) da gripe suína já matou 1.799 pessoas em todo o mundo, a maioria no continente americano, segundo os dados mais recentes da OMS.

A organização declarou a primeira pandemia de gripe do século 21 no dia 11 de junho. O alerta, contudo, diz respeito à velocidade de propagação da doença e não à sua letalidade. No total, 170 países confirmaram casos.

20 agosto 2009

Rio tem mais 4 mortes por gripe suína; total no Estado vai a 43

O Dia

Rio - A gripe suína fez mais quatro vítimas no Estado do Rio de Janeiro. As confirmações foram dadas no início da noite desta terça-feira pela secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil. Em nota, publicada no site da secretaria, foi especificado cada caso.

O primeiro é um paciente do sexo masculino, 27 anos, morador no Rio de Janeiro. Faleceu no dia 28 de julho. O segundo caso fatal desta terça é uma menina, 1 ano, moradora em Cabo Frio. Faleceu em 6 de agosto. Outra criança também foi vitimada pelo vírus Influenza A. Esta foi uma menina, 6 meses, moradora no Rio de Janeiro que faleceu em 3 de agosto. O último paciente do boletim é do sexo masculino, tem 44 anos, morava em Angra dos Reis e faleceu em 27 de julho.